cerrado-dodesign-s

BrasilEnglish
Apresentação
A Caatinga e o Cerrado surpreendem com suas paisagens, grande variedade de fauna, flora, recursos hídricos e uma enorme diversidade sociocultural. Apesar, dos inúmeros desafios, as pessoas desses biomas têm interagido com suas dificuldades de uma forma cada vez mais proativa. Essa é uma realidade que pode ser demonstrada em números e pelo crescimento e sustentabilidade de empreendimentos que hoje atuam no mercado interno e externo, largando o estigma da desarticulação e da pobreza para se tornarem comunidades saudáveis, tendo como diferencial de mercado a relação respeitosa com a natureza e com o conhecimento tradicional.
» Saiba mais
Novidades por email

Cadastre seu email abaixo
para receber os novos textos
publicados no site:

2.12.11

Oficina de Criação de Receitas foi um sucesso

Reunir Chefs conceituados que estudam e praticam a alta gastronomia, merendeiras escolares e cozinheiras que produzem diariamente centenas de lanches e refeições, e nutricionistas de secretarias de educação, que elaboram cardápios com o intuito de suprir as necessidades nutricionais dos alunos, foi uma das ações do Projeto Nutre Nordeste na II Feira Baiana de Agricultura Familiar e Economia Solidária, no dia 30 de novembro pela manhã.

O evento contou com a participação do conceituado Chef Beto Pimentel, conhecido em Salvador por utilizar em seu restaurante vários alimentos da sociobiodiversidade, o nutricionista Motha Normando (Secretaria de Educação de Salvador) e a nutricionista Janaína Queiroz (Secretaria de Educação de Lauro de Freitas), o merendeiro Gelson Pedro e a merendeira Gabriela Falcão de escolas municipais de Salvador, as cozinheiras Gildete Batista da cooperativa COOPEALNOR e Cida Pescadora, alem da presença de Fernanda Cabrini do Slow Food em Salvador, e as nutricionistas da Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco, Marília Santana e Roberta Carvalho, responsáveis pela capacitação das merendeiras em seu estado, e que vieram observar esta experiência afim de enriquecer a metodologia dos seus treinamentos.

Os ingredientes foram doados pelas diversas organizações produtivas que se encontravam na feira, dentre estes licuri, camarão seco, amendoin, macaxeira, farinha de araruta, carne de caprino e de tilápia, geléia e doce de umbu, alem de diversas frutas e verduras. A oficina resultou numa troca de saberes com a preparação de moqueca de tilápia por Cida Pescadora, salada de licuri pelo Chef Beto Pimentel, e farofa verde de carne de caprino por Gildete Batista.

A avaliação feita após a elaboração destas receitas foi de que os gêneros alimentícios oriundos da agricultura familiar, dentre estes, os da sociobiodiversidade, podem ser utilizados de diversas formas nas escolas, considerando os equipamentos e utensílios das cozinhas destas, onde a criatividade é o principal instrumento de elaboração de alimentos saborosos, simples e nutritivos.

Clique aqui para acessar o álbum de fotos do evento.

Encontre empreendimentos e comunidades
São apoiadores desta inciativa:DEDKASIICAISPNUnião EuropéiaAgendha
GTZCooperação Brasil-AlemanhaCodevasfMinistério da Integração NacionalMinistério do Desenvolvimento AgrárioMinistério do Meio AmbienteBrasil - Governo Federal
DoDesign-s Design & Marketing